Medicina saúde Sem categoria Últimas notícias

Médicos formados no exterior – Revalida 2024/1: Nota de corte da 1ª etapa é de 91,96 pontos

Resultado deve ser equivalente à soma dos pontos nas provas objetiva e discursiva, sem possibilidade de arredondamentos. Exame será aplicado em 17 de março.

Para serem aprovados na primeira etapa do Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituição de Educação Superior Estrangeira (Revalida) 2024/1, os participantes precisam obter, no mínimo, 91,96 pontos de 150. O resultado será equivalente à soma dos pontos nas provas objetiva e discursiva, sem a possibilidade de arredondamentos. A nota de corte da 1ª etapa do exame foi divulgada nesta quinta-feira, 22 de fevereiro, por meio do Edital n.º 9/2024, publicado no Diário Oficial da União (DOU).

O estabelecimento da nota de corte refere-se ao processo no qual uma nota é determinada para a aprovação dos examinados. No caso do Revalida, essa nota é estabelecida por meio do método Angoff modificado, que consiste no julgamento do nível de dificuldade dos itens que compõem a prova por um grupo de especialistas – nesse caso, professores de cursos de medicina brasileiros e psicometristas integrantes da Comissão de Avaliação de Itens (CAI).

Primeira etapa – O exame será aplicado no dia 17 de março, em dez cidades brasileiras: Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Campo Grande (MS), Curitiba (PR), Porto Alegre (RS), Porto Velho (RO), Recife (PE), Rio Branco (AC), Salvador (BA) e São Paulo (SP).

A primeira etapa do Revalida é formada por provas objetiva e discursiva, aplicadas no mesmo dia, em dois turnos – matutino e vespertino, respectivamente. Pela manhã, os médicos terão até cinco horas para resolver cem questões de múltipla escolha e, à tarde, até quatro horas para responder cinco questões discursivas. O participante com recurso de tempo adicional terá uma hora a mais, em cada turno, para finalizar as provas.

Os conhecimentos cobrados nesta etapa do exame são referentes aos atendimentos no contexto de atenção primária, ambulatorial, hospitalar, de urgência, de emergência e comunitária, com base na Diretriz Curricular Nacional do Curso de Medicina, nas normativas associadas e na legislação profissional, conforme descrito na Matriz de Referência do Revalida, publicada pela Portaria Inep n.º 540/2020.

Revalida – Aplicado desde 2011, o Revalida busca subsidiar a revalidação, no Brasil, do diploma de graduação em medicina expedido no exterior. O exame é composto por duas etapas (teórica e prática) que abordam, de forma interdisciplinar, as cinco grandes áreas da medicina: clínica médica, cirurgia, ginecologia e obstetrícia, pediatria, e medicina da família e comunidade (saúde coletiva).

O objetivo do exame é avaliar as habilidades, as competências e os conhecimentos necessários para o exercício profissional adequado aos princípios e necessidades do Sistema Único de Saúde (SUS). O ato de apostilamento da revalidação do diploma é atribuição das universidades públicas que aderem ao instrumento unificado de avaliação representado pelo Revalida.

Fonte: Inep e Estratégia Med

tiploc

Adicionar Comentário

Clique aqui para enviar um comentário